Conheço o Joaquim desde quando ele era bem pequenininho. Mais precisamente quando tinha 24 dias de vida, no seu ensaio de recém-nascido. Acompanhei essa família querida por 1 ano, e agora tive o imenso prazer de fazer esse registro documental, que retratou um pouquinho da fase em que estão vivendo. Memórias preciosíssimas de uma manhã que faz parte do cotidiano do Joaquim, da Manu e do Pedro. O despertar, a brincadeira, o café da manhã, e o que não pode faltar: o passeio até o final da rua para catar acerola no pé, que parece estar sempre carregado dessa frutinha vermelha, brilhante e azeda que ele surpreendentemente tanto ama.  No final desse post, você confere o clipe desse ensaio!